Você lendo este artigo, já deve ter escutado a frase “menos é mais” , não é verdade?  Todos os dias, somos obrigados a fazer uma série de escolhas que só servem para ocupar nossa mente, deixando de lado as coisas que realmente importam. Pois bem, já pensou em viver sua vida com apenas o que é essencial?  Neste artigo vamos citar o que é este hábito, como ele está influenciando no modo como lidamos com a tecnológica e dicas de como transformar tudo isso em beneficio na sua vida profissional e pessoal.

Isso é uma característica do que chamamos de minimalismo

O que é minimalismo? 

O conceito nasce da arte, é a arte da simplicidade. Em outras palavras, o minimalismo nada mais é sobre ter menos e aproveitar a liberdade que isso te proporciona, sobre tornar as pessoas mais importantes que as coisas materiais, ou seja, o minimalismo vai contra o sistema capitalista adotado em nossa sociedade, onde o consumo é a única fonte para tentarmos alcançar a felicidade. Será?

A sociedade é totalmente escravizada pelo sistema mercantil, um ciclo infinito, onde desejamos algo, compramos, nos sentimos realizados e logo depois vem o tédio, vem o sentimento de insuficiência, e assim, nos forçamos a comprar de novo, entrando nesse ciclo novamente,  portanto sempre estamos tentando alcançar a felicidade através do fetiche. Ser minimalista não vai ser “fugir” deste sistema, é apenas um hábito, é estar disposto a se livrar de excessos em favor de se concentrar no que realmente importa para encontrar a felicidade, realização pessoal e principalmente a liberdade.

Mas agora você deve estar pensando, ser minimalista então é viver em um apartamento pequeno, sem tv, com poucos móveis, se livrar de todas as roupas…. se você achar necessário, então sim. Não existe uma receita do que fazer para ser minimalista, pois esse processo é muito individual, cabe a cada um saber o que é importante para si mesmo, para o seu bem-estar, para a sua saúde e para sua felicidade. E como achar as respostas certas? Isso exige um pouco de autoconhecimento, auto análise e reflexão, que vão te conectar com a sua essência.

Bom, agora que falamos do minimalismo mais tradicional, vamos falar sobre  as mídias e como podemos trazer este hábito para o mundo digital.

3 dicas para começar a usar o minimalismo digital 

Durante o seu dia, você já parou para analisar a quantidade de aplicativos que tem instalado no seu celular sem necessidade? Ou a quantidade de informação desnecessária que você recebe durante o dia? Parece que nossos celulares são grandes caixas de entrada, onde perdemos muito tempo com informações sem utilidade alguma.

Pois bem, pensando no minimalismo em níveis digitais, nada mais é do que se desprender de excessos tecnológicos que você consome diariamente, e se perguntar sempre o que pode realmente ser aproveitado em sua vida sem lhe fazer mal. Contudo, é você passar a consumir determinadas informações, utilizando apenas aplicativos e arquivos essenciais, deletando todo e qualquer arquivo desnecessário do seu celular.  Mas agora você deve estar se perguntando, como aderir a este hábito? Abaixo deixamos 3 dicas para adquirir este hábito.

Aplicativos

Baixamos inúmeros apps para usar uma vez apenas ou às vezes, nem chegamos a acessá-los, estão lá apenas ocupando espaço. Tente seguir as dicas abaixo e você verá uma diferença de imediato:

  • Acesse a área de Configurações ou Ajustes, dependendo da versão que estiver usando, e entre na seção Tempo de uso. Neste local, você terá uma visão clara do tempo de uso de cada app. Assim, aqueles que estiverem abaixo de 2 minutos na sua semana, são apps que você pode avaliar em excluir.
  • Outra dica é, antes de baixar um novo app que indicaram avalie se realmente é necessário pra você, mas mais do que isto, mesmo que você faça o download e veja que não era o que estava procurando, desinstale no mesmo instante. Pois a chance de esquecer e ele ficar perdido no meio de tantos outros, é muito alta.
  • Selecione o seu app preferido. Por exemplo, se você é usuário de apps de mobilidade urbana, como Uber, Cabify, 99 e outros, eleja o seu app favorito e fique com apenas um na sua lista, já que todos atendem o mesmo propósito.

Essas pequenas ações vão trazer mais foco em suas atividades offline, além de ganhar produtividade no tempo que você emprega usando os apps que realmente são essenciais.

Email

O maior problema que enfrentamos hoje nas empresas é a desorganização de informações, onde passamos horas procurando determinado conteúdo. Já pensou  se os emails que você está enviando realmente precisam ser enviados? ou na quantidade de emails que você recebe, haveria necessidade de você estar copiado? outra situação é, o que ganhamos passando nosso email para empresas que não vão agregar em nada? abaixo seguem as dicas para “minimilizarmos” informações:

 

  • Antes de enviar um email, reflita se aquilo que será enviado não poderia ser resolvido de outra maneira, como uma ligação curta ou uma mensagem direto em algum mensageiro.

 

  • Nos casos que é necessário o envio de email, pense também quem realmente precisa saber daquela informação. Pense que o seu email estará competindo a atenção dela com diversos outros. Portanto, se o seu assunto não for relevante para ele, será ignorado e você só encheu a caixa de entrada do amigo de trabalho.
  • Uma situação comum entre empresas, é a troca de emails. Mas agora vai de você saber se realmente vale a pena em algumas situações ou se aqueles emails recebidos vão apenas encher sua caixa de entrada.

Arquivos 

Acredito que todos enfrentam o problema, o estresse de ter uma lotação de itens na sua área de trabalho do computador/celular, com arquivos que não são mais utilizados, e estão lá apenas para ocupar espaço.  Abaixo listamos dicas de como evitar este tipo de acúmulo.

  • Um dos canais que mais sobrecarregam nossos celulares com download de arquivos são os mensageiros como o whatsapp por exemplo, mas um simples hábito já minimiza isso em mais de 50%, que é você configurar no aplicativo que ele não realize o download dos arquivos de forma automática. Somente quando você decidir baixar o arquivo, é que de fato o arquivo será salvo.
  • Utilize de softwares de edição online, como o Google Drive, que fará com que você encontre mais rapidamente arquivos feitos no passado e além disso minimiza a chance de duplicidade de conteúdo porque estavam perdidos na sua área de trabalho.
  • Se desapegar de informações passadas e que não terão mais utilidade, como por exemplo aquele arquivo que você  precisa baixar apenas para ter ciência poderá ser excluído logo em seguida, pois já foi utilizado. Acabando com aquele hábito de guardar com medo de precisar em um futuro.

 

Minimalismo nos apps 

Sabendo deste hábito que está se espalhando cada vez mais, alguns apps estão criando uma maneira de controlar o excesso de uso tecnológico, como por exemplo o App Detox, uma plataforma em que você define um tempo limite para usar determinados apps, assim, você checa somente o essencial. Outro exemplo é o Mindly, um app que ajuda a organizar ideias, projetos e objetivos, separando assim os pensamentos essenciais dos descartáveis. Não só esses apps mas como muitos outros estão aderindo ao hábito minimalista, como apps para unificar informações em um só lugar.

 

Agora queremos saber de você, o hábito minimalista vai fazer parte de sua vida?

Compartilhe e levante este assunto nas suas redes.