O que é hub e sua utilidade?

Posted on in

O que é hub, como funciona e por que ele pode revolucionar a maneira como você lida com as informações.

Antes de entender o que é hub aplicado às informações, precisamos entender por que as informações precisam de um hub, além, é claro, de entender qual é o significado do termo hub.

As informações com as quais as pessoas lidam no dia a dia nas empresas encontram-se dispersas em diversas ferramentas, o que complica muito a produtividade, pois leva-se muito tempo até que elas sejam localizadas.

Para entender melhor como as informações se fragmentam, reunimos a seguir as principais ferramentas que utilizamos no trabalho ou na vida pessoal que, ainda que facilite a comunicação, tomam tempo para serem gerenciadas.

Informações dispersas

Quando se utilizam várias ferramentas de comunicação, produtividade, gerenciamento de tarefas, etc tem-se a sensação de que a vida está ficando mais fácil, prática e ágil. Porém, um monstro surge no meio dessa salada de softwares e aplicativos: um volume imenso de informações dispersas.

Com certeza, aí no seu trabalho você utiliza, no mínimo, 10 softwares ou apps durante o dia. Provavelmente você acessa e-mails, seus arquivos no notebook, suas fotos no celular, responde ao WhatsApp, Facebook, usa  — ainda que pouco — a intranet da empresa, guarda os arquivos num Google Drive da vida, edita planilhas e apresentações… bem, melhor pararmos por aqui, porque a lista é extensa.

Assim como um iceberg, as informações dispersas não são notadas, estando abaixo da superfície, ficando à mostra apenas aquelas que já foram organizadas por algum software ERP, CRM, BI, entre outros.

Dentro dessa lista imensa de aplicações que usamos para lidar com as informações, têm algumas que se destacam por causa do tempo que dedicamos a elas. Confira quais são:

E-mails

As pessoas são totalmente dependentes de e-mails nas organizações, deixando outras formas de comunicação em segundo plano, inclusive a presencial. O que mais se ouve nos escritório é “manda por e-mail”, “não vi seu e-mail ainda”, “envia o e-mail novamente”. Essas são só algumas das frases que são repetidas no dia a dia, visto que tudo é centralizado no e-mail.

O uso desta ferramenta é tão descontrolado que estudos mostram que nas empresas as pessoas enviam/recebem, em média, aproximadamente 120 e-mails por dia cada uma. E o tempo no trabalho dedicado a lidar com e-mails é, em média, 111 dias inteiros por ano.

Apps de mensagem

Não são apenas os e-mails que tiram a atenção das pessoas do trabalho, os aplicativos de mensagem também são fontes de distração, sejam apps para fins pessoais como o WhatsApp ou o Slack para fins profissionais, por exemplo.
Estudos indicam que os funcionários checam o celular, em média, 150 vezes por dia. Quase uma dependência tecnológica, que nos vicia em checar a todo instante as notificações na tela de bloqueio.

 

Além das interrupções, muitas informações relevantes ficam retidas ali no aplicativo de mensagens, o que dificulta seu acesso posteriormente para fins de documentação de um assunto importante.

Intranets

O primeiro problema da intranet é que ela é pouco usada dentro da organização, pois falta dinamismo em suas informações, além de seu uso ser pouco prático, levando os funcionários a não usá-la para consultar informações, visto que hoje em dia, conforme dito anteriormente, as pessoas recebem e consultam informações direto em seus smartphones.

Como consequência do desuso da intranet, as pessoas acabam voltando a trocar informações por meio de e-mails ou aplicativos como Slack, deixando a intranet apenas para consultar manuais de integração, formulários, informações de missão, visão, valores, etc.

Arquivos na nuvem

Os benefícios da computação na nuvem são inquestionáveis, pois problemas de HD lotado e notebook lento já não existem mais. Sem contar ainda as vantagens do acesso às informações de qualquer lugar. Por outro lado, é mais um serviço para tratar das informações.

Com a chegada dos serviços de armazenamento de arquivos na nuvem, não necessariamente as pessoas deixaram de guardar alguns arquivos no HD, isto é, o armazenamento na nuvem não substituiu totalmente o protagonismo dos HDs dos dispositivos. Como consequência, as pessoas precisam continuar a administrar alguns arquivos em seus devices e seus arquivos na nuvem.

O que é hub de informações

Agora que você já entendeu o problema das informações de trabalho dispersas, ficará mais fácil entender o que é hub. Hub de informações é um aplicativo — oferecido também na versão web — que integra todas essas informações soltas.

Imagine, por exemplo, que você precise encontrar informações sobre os prazos de entrega de um projeto, mas você não lembra onde ficaram registradas, desconfiando se foi no seu e-mail, no app de mensagem ou no seu GoogleDrive. Para encontrar as informações você levará horas procurando. E isso é mais comum do que se imagina.

 

É justamente aí que entra o hub de informações, pois uma vez que essas ferramentas estão conectadas a ele, você as encontra rapidamente, ganhando tempo e se estressando menos.

Para tanto, o hub precisa se integrar com o maior número possível de apps e softwares, para que, ao tentar localizar uma determinada informação relacionada ao trabalho, nenhum dos possíveis locais fique de fora.

O que é hub — definição e outros usos do termo

É a parte central de uma atividade, região ou rede. Não por acaso o termo hub é utilizado para se referir a diferentes coisas que integram, conectam, distribuem, desde a aviação até equipamentos de informática.

Quando o assunto é logística, mais especificamente a aviação, o termo hub é usado no sentido de conector, referenciando aeroportos (airport hub) que são definidos como ponto de conexão de linhas aéreas.

 

Alguém saindo do nordeste com destino a Paris, por exemplo, viaja até São Paulo ou Rio para então partir para Paris, mesmo que o nordeste esteja mais próximo da França. Logo, os aeroportos do Rio e São Paulo funcionam como um hub.

Já na área de computação em rede, o hub é um equipamento que interliga os computadores. Uma vez que eles estejam conectados ao hub, as informações e conexões são distribuídas entre cada um.

Apesar dos usos variados, o palavra hub sempre vem no sentido de conectar, integrar, interligar. E não é diferente no caso das informações de trabalho no dia a dia, em que os softwares que se caracterizam hubs de informação, como a Hubblefy, por exemplo, também usam o termo no sentido de integração, de dar fluidez às informações independente de em quais apps estejam.

 


Comece a usar!

ENCONTRE SUAS INFORMAÇÕES COM HUBBLEFY